Os Molinari são mestres

Discípulos diretos de Aldo Bonora, mestre vidreiro italiano da Ilha de Murano, os meninos Molinari, com 11 e 8 anos de idade, já encantavam a todos. Sensibilidade, criatividade e um dom incomum eram, e continuam sendo, suas marcas registradas. Começava, então, a saga dos Molinari, misturando o intimismo e o verde das montanhas de Poços de Caldas, sul de Minas Gerais, à alegria e à tradição do sangue italiano.

Depois de absorver todo o conhecimento técnico e artístico do mestre Aldo Bonora, Antônio Carlos e Paulo Molinari não pararam mais de criar. Quanto mais os dias se passavam, mais as expectativas de Aldo e Maria Bonora se confirmavam: seus pupilos convertiam-se, a cada instante, em artistas vidreiros dos mais geniais e imprevisíveis. E a tradição artística da família continua dando frutos, tanto que os filhos e sobrinhos dos Molinari têm demonstrado habilidade incomum e muito talento na arte vidreira.